top of page

PROGRAMA LANÇA PALESTRAS-AULAS SOBRE PRODUÇÃO CULTURAL EM VÍDEO E PODCAST

A Coreto Cultural, em mais uma ação de formação do projeto Somos Comunidade, acaba de lançar quatro palestras-aulas, disponíveis em vídeo e áudio,  com o objetivo de expandir os conhecimentos acerca da produção cultural para os participantes das oficinas do projeto e também para o público em geral. Os conteúdos podem ser vistos no site do Somos Comunidade e no canal de Youtube da Coreto Cultural. Os podcasts estão disponíveis no Spotify. 



As quatro palestras-aulas foram realizadas por profissionais da cena belorizontina, notórios fazedores de arte e cultura que compartilharam suas experiências e ampliaram a visão sobre os caminhos de formação e realização àqueles que se interessam pelas atividades na frente e por trás dos palcos. Os vídeos contaram com mediação do diretor Chico de Paula.


Essa é uma entrega importante do projeto pois dialoga com profissionais das localidades onde o projeto atua, disponibiliza processos de forma mais detalhada e dá visibilidade às possibilidades de futuro, formação,  realização e geração de renda através da cultura.


O módulo 1, que tem como tema “Pesquisa, Curadoria, Roteiro e Direção de Cena”, é  elucidado por Lira Ribas, atriz, diretora e figurinista, atuante no teatro, cinema e no carnaval de Belo Horizonte. Lira fala sobre a importância da pesquisa na produção criativa das artes e da cultura. Entre os assuntos abordados, estão as fontes de pesquisa, onde, quais e como selecioná-las, o que significa a curadoria no processo cultural e como escolher trabalhos e pessoas para um projeto.



“Juventude e Trabalho”

O módulo 2 tem como tema “Juventude e Trabalho” e conta com o professor Kdu dos Anjos. Produtor de moda, ator, poeta, compositor, MC e fundador do Centro Cultural Lá da Favelinha, ele discorre sobre as diferentes juventudes existentes, diante das diferentes classes sociais e lugares das cidades. Em sua fala, ele aborda sobre o que fazer com a juventude, o que ela tem a ver com o trabalho e que tipo de trabalho cabe aos jovens. Ele também apresenta algumas sugestões sobre como viabilizar o trabalho e modelos a seguir.




“Cenário da Produção Cultural”

O módulo 3, “Cenário da Produção Cultural”, foi conduzido pela produtora, graduada em história, conhecedora do patrimônio cultural e da cultura popular, Fredda Amorim, Ela abre espaço para uma reflexão sobre o que é, quais os tipos e onde acontece a produção cultural, mostrando quem são os agentes e quem pode se tornar atuante nesse processo. Fredda também dá respostas sobre qual a formação que se deve ter para trabalhar com produção e qual o caminho a seguir para essa jornada, destacando as diversas formas de viabilizar a cultura (fomentos e independência).


“Acessibilidade e inclusão na Cena Cultural”

Por fim, o módulo 4 aborda a questão da “Acessibilidade e inclusão na Cena Cultural”, tendo como expositora a terapeuta ocupacional com MBA em Gestão Estratégica de pessoas Anamaria Costa, pessoa com deficiência há quase 30 anos, que discorre sobre o que é acessibilidade e inclusão e apresenta as diferenças entre um e outro. Ela destaca pontos importantes da legislação e informa onde é possível encontrar as informações mais relevantes sobre o tema, além de trazer para o diálogo a presença da inclusão na cena cultural.


As pessoas foram escolhidas por serem relevantes em suas comunidades ou grupos, por terem características de envolvimento em coletividades e por terem histórias de vida em conexão e empatia com o público do projeto Somos Comunidade. Os temas dessa primeira temporada abrangem diversos pontos de atuação da cultura, passando pela criação, produção, empreendedorismo jovem nas periferias e acessibilidade, sempre considerando o protagonismo dos convidados e a sua relevância dentro do tratamento, abordagem e postura em suas respectivas atuações.


De acordo com o mediador e entrevistador Chico de Paula, o que mais se conhece da cultura e das artes é o seu resultado final, o seu produto, mas é importante também entender os processos. “Sabemos o que é um espetáculo, um show, uma exposição, mas não sabemos exatamente o que faz um diretor de arte, um produtor, um técnico, e muito menos como eles se formam. Com essa proposta, o que se espera é dar conhecimento e também mostrar alguns caminhos para a formação em atividades ligadas à cultura, que possam, inclusive, gerar renda nas comunidades atingidas”.


Os vídeos podem ser assistidos AQUI. Os podcasts podem ser vistos no CANAL SOMOS COMUNIDADE no Spotify

11 visualizações0 comentário

コメント


bottom of page